Com a evolução das lentes intraoculares implantadas nas cirurgias de catarata, a “assertividade” pela medição do grau ganhou ainda mais importância. A precisão é fundamental para o desempenho ótico e visual desse paciente, explica o Dr. Renato Klingelfus Pinheiro, do Instituto Klingelfus, em São Paulo.

Na busca dessa eficiência, o Instituto acaba de adquirir o IOL Master 700 com Swept Source Biometry, do laboratório Zeiss. Trata-se do mais moderno equipamento biométrico do mercado, e o primeiro disponível no Estado de São Paulo.
O equipamento oferece uma imagem completa que mostra os detalhes anatômicos do olho, permitindo que geometrias oculares incomuns, como uma inclinação ou descentralização do cristalino, sejam detectadas.

O Dr. Renato Klingelfus explica que é feita uma tomografia da mácula, chegando ao ponto exato da fóvea (região central da retina). “Ele mede a fóvea e faz todo o cálculo, medindo a curvatura da córnea e o tamanho do olho. Isso diminui o erro de cálculo da lente, tornando o resultado final apresentado ao paciente mais previsível e seguro”.

Com o uso do novo equipamento, explica Klingelfus, pacientes que serão submetidos à cirurgia de catarata, poderão ter um resultado mais eficiente. “Estamos utilizando o que há de mais moderno no mundo, para trazer conforto ocular aos nossos pacientes e garantir uma melhor qualidade de vida”.

Instituto Klingelfus

Especializado em oftalmologia, o Instituto reuniu em um único ambiente, tecnologia e modernidade. Além de utilizar as mais modernas técnicas para o tratamento dos mais diversos problemas oftálmicos, o ambiente foi preparado especialmente para gerar conforto e tranquilidade ao paciente. O espaço explora imagens e aromas que buscam o relaxamento do paciente. O contato com o médico se dá em um ambiente sem mesas, de forma que a conversa aconteça naturalmente sem a separação formal de um consultório.